Pacientes do Ritinha Prates comemoram antecipadamente o Dia das Crianças

Evento contou com a participação de familiares, mesa de guloseimas e som do DJ Juninho

A tradicional festa do Dia das Crianças está entre os eventos mais esperados pelos usuários do Hospital Neurológico Ritinha Prates (HNRP), e neste ano, não faltou animação por parte dos internos, colaboradores e familiares. No salão de eventos da entidade, ao som do DJ Juninho, que participou voluntariamente da ação, foram servidos cachorro-quente, torta salgada, bolo, doces e refrigerante.

 

A psicóloga do Hospital, Rafaela Vieira Bocchio, explicou a importância desses momentos de descontração. “As ações lúdicas, principalmente fora do ambiente hospitalar, proporcionam aos nossos usuários, além de uma reinserção social, qualidade de vida. Isso está diretamente ligado à saúde. Essas festas são muito importantes, pois é um momento que confraternizamos com as famílias, e esse contato é fundamental pra eles”, garantiu.

 

Participação da família

 

Mãe da jovem Maria Eduarda, Fernanda Barbosa de Moura, também fez questão de participar da comemoração, como faz todos os anos, desde que a filha está na entidade. “Eu adoro participar das festas que o Ritinha realiza. É um momento muito especial, pois eu posso ficar perto da minha filha. A Dú chegou aqui com cinco anos, e já está aqui há uma década. Durante todo esse tempo o Ritinha Prates me ajudou a lidar com a distância da minha filha. Todo domingo eu a busco pra passar o dia comigo e com os irmãos. Eu sei o tanto que ela é amada e como é bem cuidada aqui, e isso me conforta”, afirmou.

 

A Entidade

 

 

Sem fins lucrativos, a Associação de Amparo do Excepcional Ritinha Prates (AAERP) existe há 35 anos trabalha na área da saúde e inclusão social, por meio do Hospital Neurológico Ritinha Prates (HNRP), com a prestação de serviços especializados a pessoas com deficiências neurológicas e auditivas. A entidade também é a mantenedora do Centro Especializado em Reabilitação III – Ritinha Prates (CER III Ritinha Prates). Entre os seus valores está o tratamento humanizado, além do respeito a conceitos éticos, morais, ambientais e filantrópicos. O HNRP atende atualmente 60 usuários internos com deficiências neurológicas severas e irreversíveis.